Ideflor-bio debate desenvolvimento e conservação na Semana do Índio

Discutir as iniciativas relacionadas à sociobiodiversidade, aos planejamentos sobre o desenvolvimento florestal e convidar a sociedade para um momento de reflexão sobre a necessidade do reconhecimento e valorização dos povos indígenas, bem como, o respeito às diferenças. Essa é a proposta da programação da Semana do Índio, realizada pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do estado do Pará (Ideflor-bio), nos dias 17 e 19 deste mês, para celebrar o Dia do Índio – 19 de Abril.

Com o tema “Povos Indígenas: Desenvolvimento e Conservação Florestal no Estado do Pará”, a programação, organizada pela Diretoria de Gestão da Biodiversidade, do Ideflor-bio, iniciou nesta segunda feira, 17, com debates sobre o meio ambiente, além de uma mostra de produções de filmes etnográficos, em formato Curta e Média metragem, produzidos em Comunidades Indígenas.

A programação foi aberta ao público e contou com a presença do Presidente do Ideflor-bio, Thiago Valente, que falou sobre o aniversário de 10 anos do Instituto e os avanços realizados pela Instituição. “O Ideflor-bio comemora aniversário na mesma semana do Índio, outra data importante para se celebrar. Temos diversos trabalhos sendo realizados nesta área, sempre com a responsabilidade de preservar a biodiversidade, as terras indígenas, respeitando a identidade de todos.”, contou.

O evento também contou com a presença de Indígenas das etnias Caiapó, Xikrin do Cateté, Asurini e Munduruku (dos municípios de Jacareacanga e Itaituba). As temáticas debatidas incluíram a biodiversidade e o alerta de preservar a floresta no contexto dos conflitos pela terra e a aplicação das políticas de gestão territorial e ambiental nos territórios indígenas.

ICMS Verde – Durante a programação foi lançado o vídeo “ICMS Verde: Informativo aos Povos Indígenas e Comunidades tradicionais do Pará – Um benefício ao meio ambiente”, produzido pela equipe da DGBio, com o objetivo de informar aos povos indígenas e comunidades tradicionais do Pará, como funciona e a possibilidade de obter benefícios com os recursos oriundos do componente ambiental do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS Verde), que tem sido repassado aos municípios pelo Governo do Estado.

De acordo com Claudia Kahwage, da DGBio, através do vídeo, espera-se incentivar a participação melhorada dos representantes dos povos indígenas e comunidades tradicionais, no âmbito dos espaços de decisão política dos sistemas municipais de meio ambiente. “Isso possibilita que os recursos do ICMS Verde favoreçam a proteção e a gestão das Terras Indígenas, das Unidades de Conservação e das Terras remanescentes de Quilombos, áreas muito importantes para a conservação da diversidade biológica e cultural do Pará.” explicou.

Como forma de incentivo a sustentabilidade, os presentes participaram de um plantio coletivo de mudas, na área do Parque Estadual do Utinga. A programação prossegue no dia 19 (quarta-feira) com outra mostra de cinema com temática indígena.

✎Texto: Denise Silva / Ascom Ideflor-bio


GALERIA DE FOTOS:
IMG_20170417_092153968 IMG_20170417_092203461 IMG_20170417_092213409 IMG_20170417_092228686 IMG_20170417_093925418 IMG_20170417_093938544 IMG_20170417_094017085 IMG_20170417_095241755 IMG_20170417_095859810 IMG_20170417_095945151 IMG_20170417_100000563 IMG_20170417_103545185 IMG_20170417_112513746 IMG_20170417_112843338 IMG_20170417_112849982 IMG_20170417_112858162 IMG_20170417_112930513 IMG_20170417_112942348 IMG_20170417_113005231 IMG_20170417_113051639 IMG_20170417_113103091 IMG_20170417_113124925_HDR IMG_20170417_113139033 IMG_20170417_113233085 IMG_20170417_113309410 IMG_20170417_114005671_HDR IMG_20170417_113337111 IMG_20170417_113345329 IMG_20170417_113738811 IMG_20170417_113903471 IMG_20170417_112956213

Comentários estão desabilitados.