Ideflor-bio e Territórios Sustentáveis realizam práticas na extração de copaíba na Região de Faro

O Programa Territórios Sustentáveis, em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), e o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), realizou, na última semana de maio, um encontro entre Copaibeiros da comunidade Português, localizada na região da Floresta Estadual de Faro.

Na ocasião, os copaibeiros Aldo e Adenilson, ambos moradores da comunidade quilombola Tapagem, localizada no rio Trombetas, compartilharam suas experiências com extração sustentável da copaíba para os extrativistas da comunidade, sendo os protagonistas da formação de mais de 10 moradores da comunidade Português. A atividade faz parte do Programa Territórios Sustentáveis, que previamente já havia realizado um mapeamento de 89 árvores de copaíba na região e formado 30 agentes ambientais comunitários.

Em quatro dias, Aldo e Adenilson ensinaram os extrativistas sobre as boas práticas da extração sustentável da copaíba, multiplicando esse conhecimento e garantindo a preservação da Floresta e o aumento da geração de renda na região.

Além da formação, alguns dos moradores da comunidade Português foram capacitados para uso de GPS e estão elaborando um mapa de todas as copaibeiras do território da comunidade para realizar a extração de forma sustentável.

O Programa Territórios Sustentáveis contribui para a construção de uma estratégia de desenvolvimento territorial sustentável em Oriximiná, Faro e Terra Santa, municípios do Oeste do Pará. Iniciado em 2015, é estruturado para durar 15 anos e realizado pelas Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscips) Agenda Pública, Equipe de Conservação da Amazônia (Ecam) e Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). Conta atualmente com a parceria e apoio financeiro da Mineração Rio do Norte (MRN).

Turismo Comunitário – Paralela a ação de extração de copaíba, também foi realizada uma oficina de turismo comunitário no município, que foi ministrada pela turismóloga Nailza Pereira, do Programa Territórios Sustentáveis, com o objetivo de colaborar com a estratégia de desenvolvimento econômico da região.

A oficina foi voltada para moradores que já atuam em áreas relacionadas ao turismo, como cozinheiras, piloteiros (guias e barqueiros) e mateiros acostumados a andar pelas trilhas da região, e abordou temas sobre o conceito de turismo tradicional, até as possíveis oportunidades de desenvolvimento econômico local que a comunidade pode se beneficiar desta atividade.

✎Texto: Denise Silva / Ascom Ideflor-bio


GALERIA DE FOTOS:
® Fotos: Alex Fisberg

Comentários estão desabilitados.