Turismo de base comunitária é debatido em ciclo de palestras

O Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), em parceria com a Secretaria de Estado de Turismo (Setur), realizou, nos dias 25, 26 e 27, um ciclo de palestras para agricultores rurais, membros do Projeto “AgroVárzea”, que incentiva a agricultura familiar e o turismo rural, com a diversificação da produção das comunidades de populações tradicionais, que estão dentro e no entorno das Unidades de Conservação próximas à Belém.

A atividade, realizada no auditório do Ideflor-bio, teve foco na sensibilização para a hospitalidade turística, debatendo temas como o turismo de base comunitária, meios de hospedagem, planejamento comunitário, ética e bem receber, associativismo e cooperativismo, entre outros.

Os responsáveis a repassar os conhecimentos aos presentes foram Yasmin Alves, do Ideflor-bio; Edilena Alves, da Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster); Flávia Lima e Cleber Gomes, da Setur; e Marinete Boulhosa, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (Ifpa).

A capacitação objetivou, ainda, aumentar a permanência do turista na localidade, diversificar a renda familiar da comunidade, valorizar e induzir as tradições e relações sociais solidárias, além de fomentar a troca de experiência entre visitantes e residentes das localidades em questão.

Participaram, também, da atividade, alguns jovens membros do programa Agentes Ambientais Comunitários da Área de Proteção Ambiental (APA) Ilha do Combu, executado pelo Ideflor-bio e Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), que traz subsídios técnicos demandados pelas comunidades para o fomento da gestão participativa de Unidades de Conservação Estaduais do Pará.

✎Texto: Denise Silva / Ascom Ideflor-bio


GALERIA DE FOTOS:

Comentários estão desabilitados.