PEMA suspende visitas em dois sítios arqueológicos para obras do complexo de Musealização

Foi iniciada, este mês, as obras para a construção do complexo de musealização dos sítios arqueológicos “Serra da Lua” e “Pedra do Mirante”, do Parque Estadual de Monte Alegre (PEMA), de gestão do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio). Por contas das obras, está suspensa, temporariamente, a visitação a estes dois sítios arqueológicos no Parque. Os demais sítios seguem com visitação normal.

A musealização é o ato de se preservar um artefato para mostrar sua história e assim valorizá-la como parte da cultura regional. Assim, o objetivo é proteger as pinturas rupestres da região, encontradas nos dois dos 15 sítios arqueológicos existentes no Parque, que é uma Unidade de Conservação de Proteção Integral, preservando a cultura local e a garantindo a sustentabilidade das comunidades tradicionais que habitam a área ambiental.

O PEMA, Unidade de Conservação de Proteção Integral, está inserido na Área de Proteção Ambiental (APA) Paytuna, localizada integralmente no município de Monte Alegre. Através do complexo de musealização do Parque, o objetivo é proporcionar à população a possibilidade de visitar os dois sítios arqueológicos, com acesso controlado, além de criar um centro de visitantes para dar apoio à visitação ao PEMA, contribuindo para preservação dos mesmos. Espera-se que a população do entorno do parque, municípios vizinhos, escolas municipais e estaduais, turistas regionais, turistas nacionais e internacionais sejam frequentadores do local.

Os sítios arqueológicos do PEMA guardam artes rupestres – pinturas e gravuras registradas em rochas – comprovando que a existência humana naquela região remonta há pelo menos 11 mil anos. Na Serra da Lua as pinturas se estendem por mais de 200 metros ao longo de um paredão na Serra do Ererê. Lá podem ser observados desenhos de mãos e círculos com raios ou caudas, em tons vermelho e amarelo. Já na Pedra do Mirante, o maior atrativo do lugar é a vista panorâmica, de 360 graus, que se tem da região desde o alto da Pedra.

Tendo como base a avaliação técnica de especialistas, dentre vários sítios, o Parque foi contemplado, considerando suas condições de acesso, importância do patrimônio a ser exposto, condições de conservação, situação e vulnerabilidade, análise da paisagem e seu entorno, exame do potencial e da região em que está situado, existência de infraestrutura local, interesse da população do entorno do sítio, além da possibilidade de fomento à economia sustentável.

✎Texto: Denise Silva / Ascom Ideflor-bio


GALERIA DE FOTOS:

Pedra do Mirante

Serra da Lua – Pinturas

Serra da Lua – Pinturas

Pinturas Rupestres

Pinturas Rupestres

 

 

Comentários estão desabilitados.