Mais de uma tonelada de pescado irregular é apreendida em Goianésia

Uma ação integrada pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS) e Secretaria de Meio Ambiente de Tucuruí, apreendeu de mais de 1 tonelada de pescado irregular, da espécie mapará, em Goianésia, na segunda-feira, 20.

O trabalho faz parte do Plano Integrado de Fiscalização do Mosaico Lago de Tucuruí, apresentado e aprovado pelo MPE, que tem o objetivo de garantir a preservação do período do defeso no Lago de Tucuruí.

Além do pescado, vários apetrechos de pesca proibidos, como malhadeiras (número 5, 6 e 7 – que não são permitidas em reservatório), armas, caça pacas e tatu, também foram apreendidos. Todo o pescado apreendido foi doado à comunidade carente local.

De acordo com a Gerente da Região Administrativa do Mosaico do Lago de Tucuruí, do Ideflor-bio, Mariana Bogéa, as ações serão mantidas durante o período do defeso, que acontece entre o mês de novembro de 2017 a fevereiro de 2018.

Nos dias 11, 12 e 13 de novembro, 6 caminhões, que portavam madeira ilegal, foram apreendidos nas localidades. Já no último dia 19, mais 3 foram apreendidos, totalizando 9 caminhões com madeira irregular, apenas no mês de novembro.

A Secretária de Meio Ambiente de Tucuruí, Gleiciane Félix, também esteve nas ações. “Essas parcerias fortalecem as ações, preservando os recursos naturais, atendendo assim, a recomendação do MPE”, concluiu.

✎Texto: Denise Silva / Ascom Ideflor-bio


GALERIA DE FOTOS:
   

Comentários estão desabilitados.