Reunião do Conselho Gestor do Parque do Utinga discute planos para 2018

Na terça-feira (21), a Gerência da Região Administrativa de Belém (GRB), do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), realizou uma reunião com os membros do Conselho Gestor do Parque Estadual do Utinga (PEUt), no auditório da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS).

O encontro discutiu as expectativas para o PEUt no ano de 2018, e contou com a apresentação do Projeto Centro Global de Gastronomia, feita por Eduardo Leão, Secretário Adjunto da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme).

Outro projeto apresentado foi o de biofitorremediação, que é uma proposta do Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano Ação Metrópole (NGTM), um eficiente sistema de captação e tratamento de águas provenientes das seis bacias de contribuição, que hoje estão sendo lançadas diretamente nos Lagos Bolonha e Água Preta, no Parque do Utinga. O trabalho diminuirá a contaminação dos mananciais da cidade e reduzirá o índice de doenças causadas por mosquitos, trazendo mais saúde e qualidade de vida para a comunidade. O projeto, que está associado à obra de prolongamento da avenida João Paulo II, está em processo de licenciamento na SEMAS, e foi muito bem recebido pelo Conselho Gestor do Parque do Utinga.

De acordo com Júlio Meyer, Gerente do Parque Estadual do Utinga/Ideflor-bio, é importante a participação direta dos membros dos Conselheiros na gestão do PEUt, visto que o Parque se prepara para receber uma visitação bem mais intensa do que já recebia, até o ano 2014. “Estamos trabalhando para que essa visitação seja bem dinâmica dentro do parque, para que todos possam ter uma experiência com mais qualidade, utilizando o espaço com mais dinâmica, oferecendo assim, uma maior quantidade de atrações turísticas.”, explicou o Gerente, que informou também que o Parque planeja mais quatro 4 infraestruturas novas. “Isso inclui o Centro Global de Gastronomia, que incrementará a atividade turística, não só do PEUt, mas também de toda Belém.”, concluiu.

✎Texto: Denise Silva / Ascom Ideflor-bio


GALERIA DE FOTOS:

Comentários estão desabilitados.