Ideflor-bio reafirma parceria em projeto de monitoramento de quelônios no Rio Araguaia

A Gerência da Região Administrativa do Araguaia (GRA/Araguaia), do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), reafirmou nesta terça-feira, 23, uma parceria com o Instituto Ambiental de Xambioá do Tocantins (IAX), idealizador do Projeto de Monitoramento de Quelônios no Rio Araguaia. A reafirmação intensificará as atividades a serem desenvolvidas através de um calendário, firmado em partes.

A parceria está apresentando um excelente resultado, em seu primeiro ano de experiência, nas Unidades de Conservação Parque Estadual Serra dos Martírios-Andorinhas (PESAM) e a na Área de Proteção Ambiental (APA) Araguaia. O trabalho em equipe proporcionou um maior número de ovos coletados de tracajás e tartarugas da Amazônia, às margens do Rio Araguaia, no período de julho a setembro de 2017.

Com o apoio da GRA Araguaia/Ideflor-bio, houve o deslocamento de equipe técnica, para coleta de ovos e rondas de fiscalizações, contando com a presença do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA), da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS) e Polícia Militar do Município de São Geraldo do Araguaia.

Durante o monitoramento em 2017, o número de ovos coletados de tartarugas teve um aumento de 400% em relação ao ano anterior, bem como os de tracajá, que superaram em 600%, comparado ao ano de 2016. Assim, os quase 4 mil ovos de tartarugas e os 509 de tracajá coletados, manejados para a Ilha Murici, eclodiram e aguardam em um berçário nas dependências do IAX até que atinjam o tamanho e maturidade ideal para a soltura no Rio Araguaia, que tem previsão para o mês de abril deste ano.

✎Texto: Denise Silva / Ascom Ideflor-bio


GALERIA DE FOTOS:

Comentários estão desabilitados.