Primeiro Encontro dos Secretários de Meio Ambiente da Calha Norte propõe cooperação para a proteção ambiental no Baixo Amazonas

O fortalecimento das ações em áreas de proteção da região da Calha Norte, no Pará, foi um dos principais temas discutidos no Primeiro Encontro dos Secretários de Meio Ambiente da Calha Norte. O evento aconteceu em Óbidos, no dia 6 de abril, e contou com representantes das secretarias de Almeirim, Faro, Monte Alegre, Óbidos, Oriximiná, Prainha e Terra Santa.

O Encontro foi organizado pelas gerências das regiões administrativas da Calha Norte I, II e III, vinculadas ao Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-bio), em parceria com o Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) e com o Programa Territórios Sustentáveis. O objetivo do encontro foi possibilitar uma maior aproximação entre os gestores do meio ambiente na região paraense conhecida como Calha Norte.

“O Encontro incentiva o planejamento de ações conjuntas em prol da conservação ambiental, por meio de monitoramento e fiscalização das áreas e da educação ambiental. Além disso, busca promover também a participação das comunidades locais”, afirma Joanísio Mesquita, gerente da Região Administrativa da Calha Norte II do Ideflor-bio.

Durante o encontro, os participantes discutiram sobre a criação de um consórcio de municípios integrantes da Calha Norte e de um Fórum Regional. A proposta é fortalecer a gestão ambiental da área e também o contato das demandas locais com as esferas estadual e federal.

Além disso, durante o evento foi apresentado um diagnóstico da atuação de cada secretaria e discutidos os pontos positivos e negativos na gestão ambiental municipal, como aqueles relacionados às dificuldades enfrentadas na fiscalização das áreas protegidas nos limites de cada município.

“A partir das demandas, observamos a necessidade de realizar capacitações voltadas ao processo de Fiscalização, Licenciamento e Educação Ambiental, visando o fortalecimento desses órgãos frente a gestão e o monitoramento das áreas protegidas”, acrescenta Joanísio.

Ainda segundo o gerente da Calha Norte II, o Encontro ajuda a construir um cenário de mudanças positivas para a gestão das áreas protegidas da Calha Norte. “O desafio comum entre os municípios que compõem a região é a gestão das áreas protegidas inseridas dentro dos limites de cada território, dentre elas as unidades de conservação, que também são responsabilidades da gestão municipal. A melhor forma de alcançar a gestão plena do território e ultrapassar esses desafios é trabalhando em cooperação”, assevera Joanísio.

A região da Calha Norte do Rio Amazonas possui sete Unidades de Conservação da Natureza geridas pelo Ideflor-bio. Dentre elas estão a Aárea de Proteção Ambiental de Paytuna, a Estaçaõ Ecológica Grão-Pará, a Reserva Biológica Maicuru, as florestas estaduais de Faro, Paru e Trombetas e o Parque Estadual de Monte Alegre, o qual guarda pinturas rupestres de mais de 11 mil anos.

Texto: Dilermando Gadelha – Assessoria de Comunicação Ideflor-bio

Comentários estão desabilitados.