Ciclo de palestras leva informação sobre hospitalidade e turismo para comunitários de Monte Alegre

Encerrou nesta sexta-feira, 20, o ciclo de palestras sobre Hospitalidade Turística realizado em parceria entre o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-bio), a Secretaria de Estado de Turismo e a Universidade Federal do Oeste do Para (Ufopa). As palestras aconteceram em Monte Alegre, desde o dia 16, e tiveram como objetivo capacitar moradores de seis comunidades da região.

As comunidades de Ererê, Maxirá, Maxirazinho, Santana, Paituna e Lages ficam dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) Paytuna e nas proximidades do Parque Estadual de Monte Alegre (Pema). 30 moradores dessas comunidades participaram de palestras sobre diversos temas, como a sustentabilidade no turismo, a educação fiscal, o planejamento comunitário e os meios de hospedagem.

Jaire Silva, da comunidade de Ererê, conta que as palestras foram muito proveitosas, pois trouxeram informações e conhecimentos sobre a própria região de Monte Alegre e sobre as riquezas da APA Paytun e do Pema.

“Tivemos a oportunidade de conhecer muitas coisas a respeito do patrimônio que nós temos aqui, a respeito da biodiversidade e da sustentabilidade no Parque Estadual e isso traz bastante benefícios tanto para a comunidade quanto para o meio ambiente. Esse conhecimento abre nossos horizontes e nos faz querer conhecer ainda mais e ainda favorece que a gente busque uma melhor condição de vida”, afirma Jaire Silva.

O ciclo de palestras objetivou capacitar os habitantes dos arredores das duas Unidades de Conservação para atenderem o afluxo de turistas da região e a informação tem um papel central nisso. “Queremos que eles se apoderem de conhecimentos sobre a região e de técnicas sobre a hospitalidade e a atuação na área do turismo, para que possam abrir novas possibilidades de prestação de serviços e de desenvolvimento comunitário”, conta Andreia Dantas, servidora da Gerência da Região Administrativa Calha Norte I (GRCN-I), do Ideflor-bia, instância que gerencia as duas Unidades de Conservação.

Os encontros ocorrem na sede da Associação de Moradores de Maxirazinho. As comunidades já receberam, também, outras capacitações oferecidas em parceria entre o Ideflor-bio e a Setur. Uma delas foi o Trilhas e Caminhadas ação que, em junho e outubro de 2017, capacitou habitantes da região de Monte Alegre para atuarem como condutores de trilhas no Pema.,

Texto: Dilermando Gadelha – Assessoria de Comunicação Ideflor-bio

Comentários estão desabilitados.