Ideflor-bio, Semas e Ufra realizam Feira do Agricultor Familiar no Parque do Utinga

O Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-bio) realizou nesta quinta-feira, 26, mais uma Feira do Agricultor Familiar. Desta vez a feira cresceu e, com a parceria da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) e da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), ofereceu muito mais produtos sustentáveis e agroecológicos aos visitantes do Parque Estadual do Utinga.

Participaram da Feira, agricultores familiares das comunidades do Abacatal e da Ilha do Combu, atendidas pelo projeto AgroVárzea, do Ideflor-bio; e do Assentamento Abril Vermelho, assessorado pelo projeto Ufra na Reforma Agrária. Os agricultores comercializaram produtos diversos, como hortaliças, frutas, legumes, além de produtos de origem animal, como ovos caipiras, e também com valor agregado, como polpas, bolos, doces, iogurte, compotas e ecojóias produzidas com sementes e raizes da Amazônia.

O evento aconteceu no Centro de Acolhimento do Utinga e movimentou a manhã dos visitantes do Parque. A empresária Dalva Gama conta que caminha no Utinga quase todos os dias pela manhã e que a Feira do Agricultor Familiar é uma boa oportunidade de aliar os exercícios físicos com a alimentação saudável.

“Eu comprei vários alimentos regionais. Pupunha, macaxeira, doce de cupuaçu. Eu gosto muito dos produtos regionais e encontrá-los aqui no Parque, produzidos sem agrotóxicos é muito bom, pois nos ajuda a sermos saudáveis e termos mais saúde”, conta.

Para a Ana Lucia Santos, agricultora da comunidade do Abacatal, a realização da feira no Parque Estadual do Utinga traz a expansão das oportunidades de negócios para os agricultores familiares. “Para nós, a Feira aqui no Parque é muito boa, pois o lugar é muito bonito e os visitantes que vem ao Utinga param com a gente e já compram nossos produtos, então isso aumenta as nossas vendas. Mas o melhor é ver que as pessoas estão gostando muito dos nossos produtos”, afirma.

Articular o oferecimento de produtos saudáveis e agroecológicos para a população paraense e trazer mais desenvolvimento e oportunidades para os agricultores familiares das comunidades do Estado é, justamente, um dos objetivos da realização da Feira do Agricultor.

“O queremos, com o projeto AgroVárzea, é fortalecer toda a cadeia produtiva dos agricultores rurais atendidos. A comercialização é um dos pontos finais dessa cadeia e a realização da Feira do Agricultor aqui no Parque do Utinga representa a expansão do processo de comercialização direta entre os agricultores familiares e os consumidores finais. A feira oportuniza tanto ganhos para os consumidores, com alimentos e produtos de qualidade, quanto para os agricultores, que ampliam suas oportunidades de negócios”, explica Laura Dias, servidora do Ideflor-bio e coordenadora do AgroVárzea.

Além da comercialização de produtos saudáveis, a Feira demanda também ações de educação ambiental e alimentar. Lucivaldo Pontes, da Coordenação de Educação Ambiental da Semas, conta que a ação conjunta das três instituições permite “unir forças para fortalecer o desenvolvimento rural, a agroecologia, a agricultura familiar e a educação ambiental. É preciso todo um trabalho de educação sobre a alimentação saudável, orientações com relação a aquisição e uso dos produtos que são comercializados na feira, para que os consumidores possam aproveitar os benefícios de cada produto”, conta.

A parceria entre Ideflor-bio, Semas e Ufra prevê a realização de edições mensais da Feira do Agricultor Familiar no Parque do Utinga. A proposta é que, além da realização das feiras, a ação conjunta das três instituições permita o intercâmbio de experiências no assessoramento de agricultores familiares da Região Metropolitana de Belém.

Texto: Dilermando Gadelha – Assessoria de Comunicação do Ideflor-bio

Comentários estão desabilitados.