Floresta do Parque Estadual Serra das Andorinhas está protegida

Está protegida a cobertura vegetal do Parque Estadual Serra dos Martírios/Andorinhas (Pesam). Essa afirmação partiu do gerente da unidade de conservação, Ernildo Serafim, após sobrevoo N.Amaralno local com o objetivo de realizar monitoramento ambiental aéreo da área protegida, realizado na última semana de outubro.

De acordo com a equipe técnica do Pesam, durante o sobrevoo foi possível constatar recuperação natural da vegetação em locais atingidos por incêndios florestais em anos anteriores. Foi identificado também que algumas fazendas que limitam o Parque mantêm aceiro preservado, além de perceber regeneração da vegetação nas trilhas por onde passavam os agricultores ocupantes da área protegida antes da regularização fundiária e ambiental da unidade.

Ernildo explicou que os focos de incêndios combatidos no Parque este ano não comprometeram a mata densa. “Por meio do sobrevoo constatamos que os focos de incêndios no Pesam este ano ocorreram apenas no cerrado. A mata está protegida”, certificou.

Entretanto, alguns reservatórios naturais de água existentes no Parque estão áridos. “Isso afeta diretamente a dinâmica hidrológica da região. Podemos ter perda da qualidade da água, erosão e prejuízo de nutrientes do solo, e ainda aumento de pragas nas lavouras das propriedades que circundam o Parque”, assegurou o agrônomo Emmanuel Carrolo, técnico do Pesam.

O sobrevoo também permitiu perceber que a Área de Preservação Permanente de algumas propriedades localizadas na APA Araguaia não está preservada. “Vamos elaborar projeto de N.Amaralintervenção para auxiliar na recuperação da mata ciliar dos cursos d’água e nascentes da APA Araguaia”, adiantou Ernildo, acrescentando que o projeto será executado em parceria com os fazendeiros da área protegida e a Diretoria de Desenvolvimento Florestal – DDF, do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), através da instalação de viveiro de produção de mudas, entre outras ações.

O Parque Estadual Serra das Andorinhas conta com apoio financeiro do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa), o qual é coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente e executado pelo Funbio. O Arpa foi criado em 2012 com objetivo de proteger a biodiversidade da Amazônia e promover o desenvolvimento sustentável por meio de expansão e consolidação de unidades de conservação.

Relatório fotográfico do sobrevoo será apresentado durante reunião integrada dos Conselhos Gestores do Pesam e da APA Araguaia, prevista para acontecer próxima quinta e sexta-feira. O sobrevoo foi realizado em uma aeronave (Cessna 210) monomotor a pistão de asa alta, com trem de pouso retrátil, com capacidade para transportar com razoável conforto um piloto e cinco passageiros.

Nilson Amaral – Departamento de Comunicação do Pesam

Comentários estão desabilitados.