Ideflor-bio realiza oficinas de trabalho com Conselhos de Unidades de Conservação da Região Metropolitana de Belém

Nos dias 17, 18 e 19 de novembro o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-bio) promoveu oficinas de trabalho com os Conselhos Gestores das unidades de conservação da Região Metropolitana de Belém. Conselheiros da Área de Proteção Ambiental (APA) da Ilha do Combu, do Refúgio de Vida Silvestre Metrópole da Amazônia e do Parque Estadual do Utinga (Peut) tiveram a oportunidade de participar diretamente do planejamento de atividades do Ideflor-bio para as referidas unidades de conservação.

Instituições públicas, associações e outras organizações civis participaram das reuniões, apontando os principais desafios da gestão dessas áreas e colaborando na indicação de possíveis soluções.

“A participação dos Conselhos Gestores no planejamento direto das atividades do próximo ano representa o real processo participativo na gestão da coisa pública. Isso possibilita um maior engajamento da sociedade na proteção do meio ambiente e melhora a eficiência da administração pública”, explica Júlio Meyer, gerente das Unidades de Conservação da Região Metropolitana de Belém.

Entre as diversas atividades previstas para o próximo ano, o acompanhamento dos processos de licenciamento dos empreendimentos que causam impacto nas unidades de conservação e a fiscalização dos mesmos foram assuntos amplamente debatidos, assim como o apoio às populações extrativistas da região para a realização do turismo em bases sustentáveis.

 

Comentários estão desabilitados.