Curso de Arrais Amador é realizado na Flota de Faro

Aconteceu no último sábado, 18, no município de Faro, o Curso de Arrais Amador, para moradores tradicionais da Floresta Estadual de Faro. A atividade foi realizada pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), em cooperação com o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) e apoio do Programa Territórios Sustentáveis.

O curso objetivou tornar os participantes aptos para conduzir quaisquer embarcações nos limites da navegação interior, disponibilizando ao final da atividade a habilitação em arrais amador, que permitirá que seus portadores possam conduzir embarcações de esporte e lazer, de forma segura e responsável. Com aulas teóricas e práticas, foram compartilhadas informações importantes sobre técnicas de segurança, primeiros socorros, legislação, entre outros.

Segundo Joanísio Mesquita, Gerente da Flota de Faro, do Ideflor-bio, o curso é de grande relevância aos condutores de embarcação. “Priorizamos o diálogo com o programa de valorização das comunidades, incentivando assim a geração de renda através do turismo de base comunitário.” afirmou.

As funções de um arrais são semelhantes às de um mestre de uma embarcação, apenas com as limitações inerentes a só estar certificado para exercer o governo de pequenas embarcações de pesca local ou costeira. No âmbito das suas funções, compete a um arrais coordenar e controlar a tripulação da sua embarcação na execução das tarefas relativas à manipulação do pescado para conservação e estiva.

A Floresta Estadual de Faro (FLOTA Faro) ocupa 613.868 hectares e abriga milhares de animais e plantas. Muitos deles somente existem nessa região da Terra. Cerca de 98% de sua área é coberta por florestas bem conservadas. A Flota também é cortada por extensos rios, como Nhamundá e Mapuera. As atividades econômicas praticadas na Flota são: agricultura, pesca, coleta de Castanha-do-Pará, extração de madeira e pequenas criações de gado e animais de pequeno porte.

Texto: Denise Silva / Ascom Ideflor-bio


GALERIA DE FOTOS:
03

Comentario(1)

  1. Saloma Mendes diz

    Parabéns meu esta do Pará. As UCs no Tabuleiro do Embaubal são um reconhecimento do valor que tem esta região do Xingu para o Brasil e para o mundo. Sou grata. Sou do rio e da floresta sou do povo que faz da obra de Deus uma festa. Bênçãos divinas virão.

Comentários estão desabilitados para este artigo.