“Projeto Renascente” realiza Capacitação em Técnicas de Produção de Mudas em Peixe-Boi e Bonito

Foi realizado, entre os dias 30/08 a 02/09, a atividade de Capacitação em “Técnicas de Produção de Mudas” nos municípios de Peixe Boi e Bonito, como parte integrante do Projeto Renascente, que vem sendo desenvolvido desde 2012 pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio).

As atividades foram desenvolvidas nos viveiros instalados na sede do município de Peixe Boi e na comunidade de Maubá, em Bonito. O curso prático consistiu na preparação de substrato adequado para uso em sacos plásticos e tubetes, oportunizando aos agricultores familiares o acesso aos insumos e a tecnologia avançada.

O projeto Renascente, tem o objetivo de fomentar a recuperação de área de preservação permanente – APP’s, com foco na recuperação de nascentes e implantação de Sistemas Agroflorestais (SAF’s) comerciais em áreas alteradas para diversificação da base produtiva, contribuindo com a diminuição do passivo ambiental, beneficiando inicialmente 60 agricultores familiares dos municípios envolvidos no projeto.

Entre os meses de Abril e Maio deste ano foram instalados 07 viveiros de Produção de Mudas, sendo 03 no município de Peixe Boi e 04 em Bonito, que variam nas dimensões 12X12 (144 m²) e com a capacidade para 9.500 Mudas, 18×24 (216 m²) para 14.000 mudas e 18×24 (432 m²) para 28.500 mudas, que objetivam subsidiar a produção das mudas necessárias à recuperação das APP’s e a implantação dos SAFs.

Durante o curso prático foram realizadas atividades de demonstração da “Decomposição de Serragem” – um dos componentes utilizados para o preparo do substrato necessário à produção de mudas em sacos de polietileno – e o “Bypass” – técnica que constitui no transplantio de mudas do tubete para o saco plástico. Os participantes também aprenderam a organizar as mudas em “rocambole” – método de empacotamento das mudas produzidas em tubetes, que facilita o transporte de forma compactada, em maior quantidade e menor volume.

Ao término dos cursos foi produzido um total de 2.464 mudas, sendo 1.214 em Peixe Boi e 1.250 em Bonito, em sacos plásticos e tubetes, de açaí, pupunha, cupuaçu, castanha-do-Pará e maracujá, além de algumas espécies florestais que foram entregues aos agricultores para serem semeadas.

✎Texto: Denise Silva / Ascom Ideflor-bio


GALERIA DE FOTOS
capacitacao4 capacitacao2 capacitacao3

Comentários estão desabilitados.