Ideflor-bio reúne produtores na Feira do Agricultor Familiar

Foi realizada, na manhã desta quarta-feira (05), no estacionamento do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), no Parque Estadual do Utinga, a primeira Feira do Agricultor Familiar, do Projeto AgroVárzea, que contou com 15 produtores da Área de Proteção Ambiental (APA) da Ilha do Combu, APA Belém e do Refúgio de Vida Silvestre (Revis) Metrópole da Amazônia.

A feira, realizada pela Gerência da Região Administrativa de Belém, da Diretoria de Gestão e Monitoramento das Unidades de Conservação (UC) (GRB/DGMUC/Ideflor-bio), incentiva a comercialização de produtos oriundos de comunidades localizadas dentro e no entorno destas UC’s, estimulando a produção familiar diversificada e sustentável, além de proporcionar geração de renda para essas comunidades, aliada a conservação ambiental.

Os produtos ofertados para a população foram frutas, hortaliças, doces em compota, bolos, maniva cozida, tucupi, farinha de mandioca, goma de tapioca, açaí, ovo caipira, pato, chocolate orgânico, artesanatos, além de hortaliças e frango caipira, de ótima qualidade e com preços acessíveis vindos diretamente de quem cultiva.

Joana Fátima, foi uma das visitantes que aproveitou a oportunidade de comprar os produtos direto dos produtores. “Aproveitei para finalizar minhas compras para o almoço de comemoração do Círio. Os produtos são frescos e de ótima qualidade”, contou.

De acordo com Júlio Meyer, Gerente da GRB/DGMUC/Ideflor-bio, a Feira do Produtor contribui para o avanço da agricultura familiar praticada pelos produtores. “Isso estimula o produtor rural a escoar sua produção dentro do próprio município, sem a necessidade de atravessadores, promovendo a aproximação dos agricultores com a população, diminuindo o custo para o consumidor e assegurando o lucro do produtor.”, finalizou.

O projeto AgroVárzea promove a diversificação da produção das comunidades de populações tradicionais que estão dentro e no entorno das unidades de conservação da região metropolitana de Belém, além de implantar Unidades de Referência Tecnológicas (URT) nas comunidades, priorizando o manejo das espécies nativas de interesse da população local, buscando resultados positivos relacionados tanto ao aspecto ambiental, quanto aos aspectos sociais e econômicos dentro das UC’s. O projeto se apresenta em três linhas de ação: capacitações sobre manejo produtivo, turismo rural e venda direta, da qual a feira faz parte.

✎Texto: Denise Silva / Ascom Ideflor-bio


GALERIA DE FOTOS (clique para aumentar):
20161005_090033 20161005_090039 20161005_090138 20161005_090147 20161005_090226 20161005_092437 20161005_092410 20161005_090422 20161005_090434 20161005_090455 20161005_090529 20161005_090543 20161005_090612 20161005_090625 20161005_090639 20161005_090715 20161005_090857 20161005_090906 20161005_091505 20161005_091510 20161005_091829 20161005_092204 20161005_092218 20161005_094749 20161005_104929 20161005_105101 20161005_090025 20161005_091117

Comentários estão desabilitados.