Fortalecimento da gestão da APA Triunfo do Xingu é pauta de reuniões

O município de São Félix do Xingu foi palco para reuniões com importantes atores locais, para discutir, propor e executar ações de conservação ambiental e de fortalecimento das cadeias produtivas na Área de Proteção Ambiental (APA) Triunfo do Xingu, visando a integração entre Estado, Município e União. Os encontros foram realizados pela Gerência da Região Administrativa do Xingu (GRX), do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), nesta quinta-feira (10).

Na sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Saneamento (Semma), os focos de desmatamento da APA e a importância da validação desses pontos para a proposição de ações conjuntas para o combate ao desmatamento na região, foram discutidos. Na ocasião, a gerente da GRX/Ideflor-bio, Maria Bentes, expôs ao Secretário e ao Chefe da Fiscalização da Semma, que o Instituto dispõe um Núcleo de Geotecnologias, que realiza o monitoramento do desmatamento nas Unidades de Conservação (UC) Estaduais. “Também discutimos sobre o Projeto de Assentamento Pombal, que apresenta taxas elevadas de desmatamento, o que torna importante uma integração com o INCRA, para realização de ações conjuntas.”, contou.

Em reunião com membros do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Alan Melo, Chefe Executor da Unidade avançada Xingu, expôs a situação atual do assentamento, em que são necessários recursos para fomento a projetos voltados para agricultura, além da importância do estabelecimento de um Acordo de Cooperação Técnica entre os órgãos, para somar esforços na busca de alternativas de renda e propostas para redução dos conflitos agrários locais. “Essa integração é imprescindível, visto que os Projetos de Assentamento são de responsabilidade do INCRA, e qualquer atuação do Ideflor-Bio no seu interior requer alinhamento com o órgão Federal.”, explicou a Gerente da APA Triunfo do Xingu.

Também foi realizada reunião com a presidência do Sindicato dos Produtores Rurais de São Félix do Xingu, onde foi conversado sobre a dificuldade de licenciar projetos nas propriedades da APA, devido à necessidade de se fazer a regularização ambiental e fundiária na Unidade de Conservação. Diante dessa problemática, o Ideflor-bio priorizou a elaboração do Plano de Gestão da UC, que indicará em seu zoneamento as aptidões da área para conservação e desenvolvimento econômico.

As sedes da EMATER, CAMPAX, ADAFAX e IMAFLORA, também foram visitadas, com o objetivo de repactuação para reativação de um Comitê Técnico para monitoramento de 23 projetos socioambientais e agropecuários sustentáveis na APA Triunfo do Xingu e Projeto de Assentamento do Pombal, que faz parte do Programa Ação Xingu Terra Verde, realizado pelo Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB) e The Nature Conservation (TNC), em parceria com Ideflor-Bio e apoio do Fundo Vale e Norad (Agência Norueguesa para Cooperação Internacional).

Todas as reuniões servirão como bases norteadoras do planejamento operacional para 2017, que está sendo construído com as contribuições de várias entidades governamentais e não governamentais.

✎Texto: Denise Silva / Ascom Ideflor-bio


GALERIA DE FOTOS:

semmas-sao-felix-3 semmas-sao-felix-1 semmas-sao-felix-2
reuniao-incra-3 reuniao-incra-2 reuniao-incra-1

Comentários estão desabilitados.