Ararajubas inspiram coleção de moda de estilista baiana

As ararajubas estão na moda! As aves, reintroduzidas no Parque Estadual do Utinga desde o início de 2018, agora também são inspiração para uma coleção da estilista baiana Kel Ferey. A coleção foi apresentada à população paraense em 25 de setembro, no teatro Maria Silvia Nunes, na Estação das Docas.

Kel Ferey conta que a inspiração veio da necessidade de discutir sobre as questões ambientais e ecológicas do Brasil: “Quando fui chamada para fazer essa coleção, decidimos falar sobre os problemas ambientais do Brasil e daqui do Pará e as ararajubas foram uma das nossas inspirações. É muito importante nos engajarmos nessas causas sociais e ambientais”, conta a estilista.

As roupas, que foram desfiladas pelas concorrentes do concurso Miss Teen Pará 2018, traziam o verde e amarelo típico das ararajubas juntamente com outras cores, principalmente tons pastéis, mas também cores mais vivas, como o rosa e o neon. A fluidez dos tecidos utilizados na confecção de saias e vestidos lembrava o voo livre e o bater de asas das aves nos céus paraenses.

Para Nívia Pereira, gerente de Biodiversidade do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-bio) e coordenadora do projeto de reintrodução das Ararajubas no Parque do Utinga – Belém Mais Linda, “quando vemos esses animais inspirando uma coleção de moda, fica claro que a preocupação com a sobrevivência deles não é mais só de especialistas, mas que a sociedade paraense e nacional também está se envolvendo com o projeto”.

As ararajubas são aves encontradas apenas na região amazônica, mas que já estavam extintas há mais de 60 anos dos céus da Grande Belém. O Ideflor-bio, em parceria com a Fundação Lymington (SP), realiza a reintrodução desses pássaros em Belém desde o início de 2018. Até o momento, o Instituto já fez a soltura de 22 animais, que foram trazidos do viveiro conservacionista da Fundação Lymington em Jequitiba e, durante algum tempo, passaram por um processo de treinamento para a vida selvagem no Parque Estadual do Utinga.

As aves já podem ser avistadas voando pelos céus da Grande Belém. Algumas delas – um casal – escolheram o Parque como morada e já até tiveram um filhote: a primeira ararajubinha de vida livre nascida em Belém nas últimas seis décadas, que já está no sexto mês de vida. O Ideflor-bio planeja a soltura de mais um grupo de ararajubas em dezembro.

Texto: Dilermando Gadelha
Fotos: Luxã Nautilho Spilberg

Comentários estão desabilitados.