Reunião discute empreendimentos no arquipélago do Marajó

A Gerência da Região Administrativa do Marajó (GRM) do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-bio) reuniu-se, em outubro, com representantes do Instituto Peabriu e da Louis Dreyfus Company (LDC). O objetivo da reunião foi discutir a gestão territorial na região de implantação de um Terminal de Uso Privativo (TUP) na Enseada do Malato, localizada no município de Ponta de Pedras, Arquipélago do Marajó.

O encontro entre as três entidades aconteceu a pedido do Ideflor-bio, que, por meio da GRM, gerencia duas Unidades de Conservação na região: a Área de Proteção Ambiental do Marajó e o Parque Estadual Charapucu. Na pauta da reunião, a relação estabelecida entre a LDC e as comunidades locais no relativo à implantação do terminal e também a apresentação, pela LDC, dos trabalhos realizados no local.

A empresa está realizando os relatórios necessários ao licenciamento de empreendimentos em áreas ambientais: o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e Relatório de Impacto Ambiental (RIMA). Os documentos, que estão aguardando a finalização da fase de resgate de fauna, serão entregues à Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas).

Além disso, a Companhia também desenvolve estudos complementares, em parceria com o Instituto Peabriu, para avaliar o status da região previamente à implantação do TUP. Esses estudos também acontecerão durante a operação do terminal, de modo a propiciar a comparação entre os dois períodos e a promoção de estratégias de desenvolvimento sustentável no local.

“Uma das sugestões e encaminhamentos que discutimos nessa reunião é a realização de oficinas devolutivas que levem os resultados do EIA-RIMA às populações locais. Essas oficinas devem acontecer já em dezembro, com participação do Ideflor-bio. Um outro encaminhamento importante foi a manifestação de interesse da LDC em participar do Conselho Gestor da APA Marajó”, conta Amanda Quaresma, gerente da Região Administrativa do Marajó.

Texto: Dilermando Gadelha – Assessoria de Comunicação do Ideflor-bio

Comentários estão desabilitados.