Crianças participam da soltura de quelônios da APA Araguaia

O Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-Bio), através da Gerência da Região Administrativa do Araguaia (GRA) e em parceria com o Instituto Ambiental Xambioá (IAX), realizou pelo segundo ano consecutivo a etapa de soltura de mais de 3.000 filhotes de tartarugas e tracajás. Os animais são manejados dentro do projeto de Monitoramento dos Quelônios da APA Araguaia.

A ação foi promovida nos dias 23 e 24 de abril deste ano. Crianças de escolas situadas na área da APA Araguaia, das comunidades Buqueirão, Ilha de Campo e Vila Santa cruz entraram em cena realizando a soltura dos filhotes e participando das atividades lúdicas de educação ambiental com a apresentação didática do projeto e pintura corporal.

Este ano o projeto contou ainda com um momento inovador: o intercâmbio de conhecimento com a Unidade de Conservação Refúgio de Vida Silvestre (REVIS) Tabuleiro do Embaubal, que constitui a maior área de desova da tartaruga da Amazônia e é uma das principais referências no manejo e monitoramento de quelônios na região.

Representando a UC, o biólogo da Gerência da Região Administrativa do Xingu, Agostinho Tenório, deu a sua contribuição ao participar das atividades de soltura e educação ambiental, além de explanar sobre a experiência do trabalho desenvolvido no tabuleiro do Embaubal.

Texto: Pryscila Soares – Assessoria de Comunicação do Ideflor-Bio.

Comentários estão desabilitados.