Balneários de Algodoal/Maiandeua recebem o Projeto Verão Legal

Promover o lazer protegendo os animais e mantendo as praias limpas. É com esse objetivo que o Projeto Verão Legal com Educação Ambiental realizará ações de hoje (26) a domingo (28) nos balneários da Área de Proteção Ambiental (APA) Algodoal/Maiandeua, situada no município de Maracanã, região do salgado paraense. As atividades serão realizadas por meio de uma parceria entre o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-Bio), gestor da Unidade de Conservação, e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas).

As ações têm o intuito de promover a conscientização da população, incentivando a adoção de práticas sustentáveis por parte de comerciantes e veranistas. Durante a programação, executada por técnicos da Coordenadoria de Educação Ambiental da Semas e do Ideflor-Bio, o Verão Legal dará destaque a atividades educativas direcionadas à proteção ambiental da ilha de Algodoal.

Técnica de Gestão e Planejamento da Região Administrativa do Nordeste Paraense do Ideflor-Bio, Adriana Maués ressalta que o trabalho consiste em mostrar opções de lazer aos visitantes e, ao mesmo tempo, despertá-los para uma maior consciência ambiental. Ela explica que os balneários da região, destinados ao lazer, também são habitat natural de diversos animais como peixes e pássaros. “O projeto Verão Legal busca sensibilizar e conscientizar moradores, visitantes, empreendedores locais e turistas sobre a importância da preservação dos recursos naturais e a possibilidade de utilizar os espaços da APA para lazer e recreação sem degradar o meio ambiente”, pontua.

PROGRAMAÇÃO – Durante este último final de semana de férias escolares haverá a distribuição de brindes ecológicos e uma série de jogos interativos nas praias de Algodoal e Fortalezinha. Além disso, proprietários de restaurantes e bares, ambulantes e demais frequentadores dos balneários serão orientados sobre o armazenamento correto do óleo de cozinha, receberão sacos para o descarte adequado dos resíduos, participarão de ações lúdicas com brincadeiras e jogos infantis, além de outras atividades na pauta de ações da Semas.

A programação contará ainda com trabalhos de pintura corporal, gravuras e uso do jogo Amigo do Meio Ambiente, que vão estimular a proteção ambiental em uma das mais visitadas Unidades de Conservação do Pará. “Peixes, tartarugas e pássaros não sabem distinguir lixo de alimento. Se os visitantes deixam seu lixo para trás poluindo as praias, esse lixo (como plástico, filtro de cigarro, linhas, e outros) vão parar no estômago dos animais, causando sua possível morte”, afirma a técnica.

Texto: Pryscila Soares – Assessoria de Comunicação do Ideflor-Bio.

Comentários estão desabilitados.