Parque Estadual do Utinga é tema de palestra no Rio de Janeiro

Uma das 26 Unidades de Conservação estaduais (UC) administradas pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará – Ideflor-Bio, o Parque Estadual do Utinga (PEUT) será temática abordada na Série de Palestras 2019, promovida pela Rede Brasileira de Jardins e Paisagens. O evento será realizado amanhã (16) na Sala de Cursos da Fundação Casa de Rui Barbosa, em Botafogo, no Rio de Janeiro.

O diretor de Gestão e Monitoramento de Unidades de Conservação (DGMUC) do Instituto, Julio Meyer, representará o Ideflor-Bio no evento, ministrando a palestra “Parques Urbanos como Oportunidade de Proteção do Meio Ambiente e Educação Ambiental – Caso do Parque Estadual do Utinga”. Participam do evento profissionais das áreas de arquitetura e urbanismo.

A palestra tratará da importância do ecoturismo como instrumento para a manutenção da biodiversidade e da educação ambiental no Parque. Assim como a promoção da qualificação da experiência das pessoas no ambiente natural, a valorização dos Serviços Ecossistêmicos prestados pela UC. As normas regulamentadoras do ecoturismo, eventos esportivos, gerenciamento de resíduos sólidos, além do modelo de gestão colaborativa da unidade de conservação como ferramenta para que o ecoturismo coopere com os objetivos de criação do Parque.

Na avaliação do diretor Julio Meyer, a presença do Ideflor-Bio na Série é importante, sobretudo, pela oportunidade singular de troca de informações com outros profissionais da área, a nível nacional, e pelo reconhecimento do Instituto perante os trabalhos de promoção do ecoturismo como uma ferramenta de conservação da natureza e educação ambiental. “Estamos certos de que a atividade turística colabora com a valorização da unidade de conservação, transformando o Parque Estadual do Utinga em mais do que um equipamento turístico. O ecoturismo faz do Parque uma verdadeira escola da natureza”, pondera.

Texto: Pryscila Soares – Assessoria de Comunicação do Ideflor-Bio.

Comentários estão desabilitados.