Ideflor-Bio implanta viveiros de mudas em municípios da região do Xingu

Ao longo deste mês, agricultores familiares dos municípios de Placas, Pacajá e Vitória do Xingu, situados na Região de Integração do Xingu, no Pará, foram beneficiados com a implantação de viveiros para a produção de mudas, promovido pelo Escritório Regional do Xingu, do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-Bio), com sede em Altamira. As ações resultarão na produção de cerca de 75 mil mudas de espécies florestais e frutíferas, como o açaí, cacau, pimenta do reino, cumaru, cupuaçu e mogno.

No município de Vitória do Xingu foi construído um viveiro com capacidade para 20 mil mudas, para atender 40 famílias da comunidade Cobra Choca. Já na cidade de Placas foi implantado um viveiro com capacidade para 15 mil mudas que beneficiará as famílias de 30 agricultores da comunidade Santa Rosa. Em Pacajá, o projeto implantou um viveiro comunitário com capacidade para a produção de 15 mil mudas, que atenderá 40 famílias da comunidade do Núcleo D do assentamento Cururui. 

Além do viveiro comunitário, os agricultores de Pacajá receberão ainda mais 25 mil mudas que serão distribuídas e produzidas em viveiros familiares. A ação visa recuperar 40 hectares de áreas alteradas naquele município. Antes de iniciar a fase de implantação dos viveiros, o Instituto promove oficinas para capacitar os agricultores a fazer o preparo e instalação de viveiros, preparo de substratos e produção de mudas em tubetes, preparo da área e plantio de mudas.

Preparo de mudas em Pacajá.

“O projeto tem por objetivo promover a recuperação ambiental e econômica de áreas alteradas com a implantação de sistemas agroflorestais, contribuindo com o incremento de renda aos produtores”, explica o gerente do Escritório Regional do Xingu e engenheiro agrônomo do Ideflor-Bio, Israel de Oliveira.

ALTAMIRA – O Escritório Regional do Xingu fez a doação de 300 mudas de Palmeira de Açaí (Euterpe oleracea Mart.) para os produtores cadastrados na ação de cidadania “A arte de viver bem”, realizada ontem (24) no campus da Universidade do Estado do Pará (Uepa), em Altamira. As mudas serão plantadas nos quintais das famílias no bairro do Mutirão.

Doação de 300 mudas de Palmeira de Açaí em Altamira.

PROSAF – A implantação de viveiros e produção de mudas é parte integrante do Projeto Prosaf, mantido desde 2013 pelo Ideflor-Bio, por meio da Diretoria de Desenvolvimento da Cadeia Florestal (DDF). O objetivo é desenvolver um conjunto de ações para a recuperação florestal de áreas alteradas no território paraense, sendo viabilizado, sobretudo, por meio da implantação de Sistemas Agroflorestais Comerciais (SAFs) em unidades produtivas familiares, em diversas comunidades no Estado.

Texto: Pryscila Soares – Assessoria de Comunicação do Ideflor-Bio.

Fotos: Divulgação/Ideflor-Bio

Comentários estão desabilitados.