Agentes ambientais comunitários são formados em Monte Alegre

O Programa de Agentes Ambientais Comunitários (AAC) formou 26 moradores das comunidades do Ererê, São Diogo, Lages e Aldeia, situadas na Área de Proteção Ambiental (APA) Paytuna, no município de Monte Alegre, no oeste paraense. A solenidade foi realizada no dia 1º deste mês, no Centro de Visitação do Parque Estadual Monte Alegre (Pema), culminando com a entrega dos certificados aos participantes.

O programa é uma iniciativa do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), desenvolvido em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), por meio da Gerência da Região Administrativa da Calha Norte I, responsável pela gestão das duas Unidades de Conservação (UC) estaduais da região, sendo o Pema e a APA Paytuna. Participaram da cerimônia a diretora de Gestão e Monitoramento de Unidades de Conservação (DGMUC), Socorro Almeida, os representantes do Imazon, Jaqueline Pereira e Renan Moura, além da equipe técnica da Gerência.

A quarta e última etapa da capacitação ocorreu entre os dias 27 a 30 de novembro. Na ocasião, foram promovidas aulas práticas com a implantação demonstrativa de Sistemas Agroflorestais (SAFs). A meliponicultura – criação de abelhas sem ferrão – foi outro assunto abordado, assim como, a roça sem fogo, o uso público dos territórios e o Novo Código Florestal – Áreas de Preservação Permanente (APP) e Reserva Legal (RL). O módulo tratou ainda sobre a elaboração do Plano de Ação, que consiste no planejamento detalhado das ações que serão executadas pelos agentes ambientais.

Aula prática de meliponicultura.

Preservação – Gerente interina da Região Administrativa Calha Norte I do Ideflor-bio, Andreia Dantas ressaltou que os agentes atuam como multiplicadores na preservação dos ecossistemas. “A realização de programas como esse de formação de agentes comunitários é de grande relevância para as unidades de conservação, visto que aproxima a comunidade da gestão, sensibiliza-os para as questões ambientais, ganhando assim grandes parceiros na proteção e conservação dos recursos naturais”, ponderou.

Programa AAC – É uma iniciativa de voluntariado, onde as comunidades participam ativamente da gestão ambiental das Unidades de Conservação (UC) estaduais. A formação de um AAC passa por etapas como sensibilização, planejamento, capacitação, planos de trabalho, credenciamento, monitoramento e outras capacitações adicionais.

Comentários estão desabilitados.