Conselho Gestor do Parque do Utinga faz planejamento para 2020

O Conselho Gestor do Parque Estadual do Utinga realizou a última reunião ordinária de 2019. O encontro foi promovido na manhã desta segunda-feira (16), no auditório da sede do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), em Belém, órgão gestor da Unidade de Conservação estadual.

Ao longo deste ano, foram realizadas 21 reuniões com os membros do Conselho. No encontro de hoje, a principal pauta foi o planejamento das ações para 2020, conforme explicou Rosângela Pinheiro, técnica da Gerência da Região Administrativa de Belém (GRB) do Ideflor-bio e secretária do Conselho. O objetivo é formar grupos de trabalho para compor uma agenda de execução do plano de ações para o próximo ano.

“Foram pontuadas durante a reunião as ações que ainda faltam ser implementadas, como as capacitações para os conselheiros sobre o licenciamento ambiental e o plano de manejo; a elaboração do plano de educação ambiental do Parque, assim como uma cartilha sobre resíduos sólidos, entre outras atividades”, destacou Rosângela Pinheiro.

O Conselho Gestor do Parque Estadual do Utinga é um órgão de caráter consultivo, composto por membros da administração pública e da sociedade civil. O seu papel é dar orientações às atividades desenvolvidas na UC. O Conselho foi criado por meio da portaria nº 1.365, de 08 de Julho 2009.

Parque Estadual do Utinga – É uma das 26 UC estaduais geridas pelo Ideflor-bio, sendo classificado na categoria de Proteção Integral. O Parque foi criado em 1993 e possui uma área total de 1393,088 hectares, o que equivale a aproximadamente 1.400 campos de futebol. Na UC são desenvolvidas atividades científicas, culturais, de educação ambiental, de ecoturismo e lazer.

O Parque é habitat de mais de 400 espécies de animais, 151 espécies de plantas, além de possuir dois grandes lagos que abastecem 70% da população da Região Metropolitana de Belém. Os visitantes podem realizar várias atividades esportivas, como o rapel, escalada, tirolesa e boia cross. É possível, ainda, aventurar-se em alguma das onze trilhas, caminhar, correr, andar de bicicleta ou simplesmente contemplar a natureza.

Comentários estão desabilitados.