Programação cultural leva música e muita animação ao Parque do Utinga

Música, dança e muita diversão. O Parque Estadual do Utinga foi palco de atrações musicais que emocionaram e animaram os visitantes, no último final de semana. A programação com a temática natalina tem o objetivo de fortalecer a cultura regional e o turismo ambiental. Voltado para a população paraense, o evento contou com a participação de pessoas de todas as idades. A iniciativa é do Governo do Estado, por meio do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), com apoio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBM-PA), da Equatorial Energia e Pará 2000.

Quem visitou o Parque teve a oportunidade de prestigiar as apresentações culturais que contagiaram o público no sábado (14) e no domingo (15). A programação continua nos próximos dias 21 e 22. No sábado (21), das 8h às 10h, a Banda do Corpo de Bombeiros Militar do Pará sobe ao palco, no Centro de Acolhimento. Das 10h às 12h será a vez do Grupo Mururé, que vai embalar o público com variados estilos musicais.

No domingo (22), das 9h30 às 10h30, o Coral Salterium abre o último dia de evento. Em seguida, o Grupo Mururé retorna para encerrar as atrações natalinas, das 10h30 às 12h. A entrada do Parque e a Samaumeira (Ceiba pentandra) ganharam uma iluminação especial, para marcar a programação.

A presidente do Ideflor-bio, Karla Bengtson, explicou que promover um evento como esse, dentro de uma Unidade de Conservação, proporciona uma experiência diferenciada ao visitante, que além de estar em contato com a natureza, tem a oportunidade de conhecer e vivenciar a cultura regional. “Realizar um evento cultural no Parque do Utinga, em parceria com diversos órgãos estaduais e com apoio dos grupos participantes e instituições, tem o intuito principal de difundir a cultura popular paraense, cumprindo o compromisso do Governo do Estado de desenvolver a nossa cultura”, ressaltou a presidente.

Para além disso, os eventos culturais também são uma forma de promover o turismo e a conscientização ambiental, destacou a gestora. “O Ideflor-bio tem o papel de promover o turismo ambiental através da visitação e das atividades realizadas em nossas Unidades de Conservação. O visitante e o turista saem daqui mais conscientes sobre a importância da preservação, com as energias renovadas, mais leves e mais felizes”, pontuou a gestora.

Abertura – O Grupo de Atividades Culturais Paranativo abriu a programação na manhã de sábado (14), tocando ritmos regionais folclóricos, carimbó e outros estilos dançantes como o xote nordestino, que não deixaram ninguém parado. Entre os visitantes estava um casal que escolheu a capital paraense para viver uma linda história de amor. Contagiados pelo ritmo da música paraense, eles dançaram ao som de carimbó.

Natural do Acre, Luís Vanderlei da Silva, 68, é aposentado e mudou-se para Belém há três anos, após casar com a piauiense Lindalva dos Santos, 64, também aposentada, que mora em Belém há 27 anos. “Era separado e vivia só. Conheci a Lindalva na primeira vez que vim a Belém. Oito anos depois nos reencontramos e casamos”, disse o acreano, que é frequentador do Parque do Utinga. “Conheci o Utinga e fiquei admirado. E hoje está ainda melhor. O som do Pará é contagiante, não deixa ninguém ficar parado”, afirmou Luís. “Gostei muito e trouxe a minha mãe para aproveitar e a minha filha que mora em São Paulo. No próximo (final de semana) a gente vêm de novo”, acrescentou Lindalva.

No domingo (15), a programação iniciou às 9h com o recital natalino promovido pelo grupo Madrigal João Bôsco Castro. O repertório diversificado trazia canções conhecidas do público, como “Sá Marina”, “Eu sei que vou te amar”, além de cânticos natalinos. O grupo foi formado há 25 anos e voltou a se reunir a alguns anos atrás, de forma independente. “Somos um grupo de amigos que gosta de cantar. Fiquei muito tocado com essa experiência. Além de ser uma referência turística, é um local de paz, sossego. Poder compartilhar nossa arte, falar da vinda de Jesus a este mundo, foi tudo muito especial”, ponderou o maestro Jares Fernandes, regente do grupo.

Após a apresentação do Madrigal, os visitantes foram envolvidos pelos ritmos regionais com a participação do Grupo de Atividades Culturais Paranativo, que voltou ao palco. Moradora do bairro de Canudos, a aposentada Socorro Monteiro, 60, visitou o Utinga pela primeira vez, fez atividades e acompanhou a programação. “Foi tudo perfeito. O Parque é lindo. Quero vir mais vezes. Além de fazer a atividades, temos a música de distração, proporcionando um domingo especial”, elogiou. Além dela, a estudante Juliana Vieira, 23, também curtiu as atrações. “É uma ótima opção de lazer e de dar oportunidade para as famílias a terem contato com a cultura. Uma iniciativa muito boa e que deve perpetuar”, ponderou.

Feira da Biodiversidade – Além da programação natalina, no próximo sábado (21) será realizada a última edição de 2019 da Feira da Biodiversidade, das 7h às 13h, no Centro de Acolhimento. O público poderá adquirir alimentos livres de agroquímicos, além de artesanato e produtos produzidos e comercializados por agricultores familiares, oriundos de Unidades de Conservação, de municípios da Região Metropolitana de Belém e interior.

Texto: Pryscila Soares – Assessoria de Comunicação do Ideflor-bio.

Fotos: Ascom/Ideflor-bio

Comentários estão desabilitados.