Mais de 200 quilos de pescado são apreendidos em Tucuruí

Em mais uma etapa de fiscalização para proteger diversas espécies da pesca ilegal durante o período de defeso, foram apreendidos mais de 200 quilos de peixe em Tucuruí, no sudeste paraense. Organizada pelo Governo do Pará, a força-tarefa é composta por equipes do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), do Comando de Policiamento Regional (CPR IV) do município, com o apoio das secretarias municipais de meio ambiente dos municípios abrangidos pelo Mosaico Lago de Tucuruí e a Eletronorte.

A apreensão ocorreu nesta semana, quando os fiscais flagraram o pescado sendo transportado no bagageiro de um ônibus no Km 11 da PA-263, no município de Tucuruí. O veículo havia partido de Novo Repartimento, com destino à Marabá, na mesma região. Na barreira montada pela equipe de fiscalização houve abordagem ao ônibus da empresa Top Carajás, onde foi identificada a carga ilegal de pescado.

Na ocasião, o motorista declarou que o pescado foi embarcado no meio da viagem, por uma pessoa desconhecida, mas com o conhecimento dele sobre o produto. A Semas autuou o motorista pelo crime ambiental. “O ônibus e a carga foram apreendidos e o motorista encaminhado para a delegacia de Tucuruí, para os procedimentos cabíveis. Ele ficou detido, depois de lavrado o flagrante. Os peixes foram doados para comunidades do município de Tucuruí”, David Luz, agente de fiscalização ambiental.

Gerente da Região Administrativa do Mosaico Lago de Tucuruí, Mariana Bogéa, explica que as operações de fiscalização ocorrem na região do Rio Tocantins/Gurupi, justamente por ser a região onde está inserido o Mosaico de Unidades de Conservação do Lago de Tucuruí, gerido pelo Ideflor-bio.

“A constatação desse tipo de ilícito gera muitas preocupações, uma vez que a pesca é a atividade produtiva que mais emprega mão de obra com baixo grau de escolaridade na região”, disse a gerente. “Sem a conservação e preservação dos recursos pesqueiros, além dos danos ambientais, a região está fadada as consequências de uma crise social que esse tipo de prática ilegal pode ocasionar. Por isso é de extrema importância esse trabalho de fiscalização” reforçou Mariana Bogéa.

As apreensões resultam do trabalho de fiscalização do período de defeso do pescado, na Bacia do Rio Tocantins/Gurupi, sendo regulamentado pela Instrução Normativa Interministerial N° 13, de 25 de outubro de 2011. Os autos de infração foram lavrados pela Semas.

Mosaico Lago de Tucuruí – É conjunto de Unidades de Conservação administrado pelo Ideflor-bio. Foi criado pela Lei Estadual nº. 6.451, de 8 de abril de 2002, sendo uma região constituída por três Unidades de Conservação: a Área de Proteção Ambiental (APA) Lago de Tucuruí e as Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Alcobaça e Pucuruí-Ararão, compreendendo os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia do Pará, Jacundá, Novo Repartimento, Nova Ipixuna e Itupiranga.

Texto: Pryscila Soares – Assessoria de Comunicação do Ideflor-bio (Com informações da Semas)

Fotos: Divulgação

Comentários estão desabilitados.