Espaços de visitação do Parque Estadual de Monte Alegre recebem sinalização

Quarenta e três placas de sinalização foram instaladas no Parque Estadual de Monte Alegre (Pema), no oeste paraense. A ação ocorreu entre os dias 4 a 6 deste mês, sendo promovida pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), em parceria com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Classificado na categoria de Proteção Integral, o Pema é uma das 26 Unidades de Conservação estaduais geridas pelo Ideflor-bio. A ação foi coordenada pela Gerência da Região Administrativa Calha Norte I (GRCN I), responsável pela UC. As placas informativas, interpretativas e indicativas foram instaladas nos sítios arqueológicos Serra da Lua, Pedra do Mirante, Gruta Itatupaoca, Pedra do Pilão, Painel do Pilão, Gruta do Pilão e no Centro de Visitantes.

Projeto – A instalação das placas faz parte de um projeto arquitetônico elaborado pelo Governo Federal, por meio do Iphan, que vem sendo executado por etapas. A principal ação foi a construção do Centro de Visitantes do Parque, composto por um complexo de musealização, que futuramente abrigará artefatos dos sítios arqueológicos do Pema, além do espaço administrativo da Gerência da Calha Norte I.

“A sinalização é de grande relevância para o Parque. Serve para informar e orientar os visitantes sobre os atrativos naturais e arqueológicos, contribuindo para a conscientização quanto à preservação do patrimônio histórico e natural”, ponderou Andreia Dantas, turismóloga do Ideflor-bio.

Pema – É a primeira Unidade de Conservação criada com a participação da sociedade local, por meio da Lei Estadual n° 6.412, de 09 de novembro de 2001. O Parque está inserido na Área de Proteção Ambiental (APA) Paytuna, no município de Monte Alegre, no oeste paraense, distante cerca de 3h30 de Santarém, em percurso feito por balsa.

O Pema é o habitat natural de uma espécie endêmica e ameaçada de extinção, a ave Aratinga maculata, conhecida na região como Cacaué. A Unidade de Conservação foi criada para preservar os ecossistemas naturais de grande relevância ecológica. Isso possibilita a realização de pesquisas científicas e de atividades de educação e interpretação ambiental, de recreação e contato com a natureza, e de turismo ecológico. O Parque abriga o sítio arqueológico mais antigo da Amazônia Sul Americana, com pinturas rupestres datadas em mais de 11 mil anos.

Visite o Pema: O Parque Estadual de Monte Alegre (Pema) abre para visitação todos os dias (segunda a domingo), no período de 7h30 às 18h.

É possível conhecer os atrativos turísticos do Parque agendando visita guiada com condutores ambientais que atuam na Unidade de Conservação. Contato: (93) 99177-6021 (Mazinho Brito)

Como acessar:

Texto: Pryscila Soares – Assessoria de Comunicação do Ideflor-bio

Comentários estão desabilitados.