Conexão com a natureza é tema de exposição fotográfica no Parque Estadual do Utinga “Camillo Vianna”

Para celebrar as Unidades de Conservação do Estado e sensibilizar os visitantes para a conservação da Amazônia, o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) e o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (IDEFLOR-Bio) inauguram, no próximo domingo (18/10), a exposição “Conecte-se com a natureza – Áreas Protegidas do Pará”, no Parque Estadual do Utinga, em Belém. A ação integra a campanha nacional “Um Dia no Parque”, iniciativa da #UnidosCuidamos – Coalizão Pró-Unidades de Conservação, um grupo de instituições comprometidas com a valorização e defesa das Áreas Protegidas do país. A entrada é gratuita.

A mostra reúne fotografias de Rafael Araújo, Fabíola Tuma, Helly Pamplona, Brenda Brito, Kleber José Junior, Denys Pereira, Adriano Gambarini, Márcio Nagano, Gabriel Sousa Jr, Socorro Almeida, além de imagens do acervo do Idelfor-Bio, com curadoria de Desiree Giusti.

Os registros retratam Unidades de Conservação de todo o Pará. Da região da Calha Norte, fotos da Estação Ecológica Grão-Pará, Flota do Paru, Flota de Faro, Flota do Trombetas, Parque Estadual de Monte Alegre e a Área de Proteção Ambiental Jará. Da Região Metropolitana, serão expostas imagens do Parque Estadual do Utinga e da APA da Ilha do Combu. Os visitantes também poderão conferir as belezas do Refúgio de Vida Silvestre Tabuleiro do Embaubal, no Xingu, da APA do Marajó e do Parque Estadual Charapucu, localizado no nordeste do estado. A APA Algodoal-Maiandeua, a APA Araguaia e a APA do Lago de Tucuruí também estarão presentes com os mais belos registros feitos por fotógrafos da região.

A ideia da exposição é retratar aos visitantes a beleza das Unidades de Conservação do estado. O objetivo é que eles vivenciem esses espaços, através das fotografias, e sintam-se convidados a conhecer pessoalmente. Jakeline Pereira, pesquisadora do Imazon e coordenadora do projeto, defende que cada vez mais haja divulgação sobre os benefícios desses espaços. “Essa campanha tem o objetivo de fazer com que as pessoas possam saber o que é uma Unidade de Conservação, sensibilizando-se para protegê-las e usá-las conscientemente. É uma campanha nacional e este ano, devido à pandemia, a gente trouxe a fotografia como o contato mais próximo das pessoas com as Áreas Protegidas”, conta Jakeline.

A diretora de gestão e monitoramento das Unidades de Conservação do Pará, do Ideflor-Bio, Socorro Almeida, explica que o evento é uma parte da política ambiental do estado. “Nosso papel, além de proteger, é apresentar essas Unidades de Conservação ao público em geral. Ainda existe, por exemplo, um desconhecimento de que o Parque do Utinga é uma Unidade de Conservação. Muita gente acha que é somente uma área verde para praticar esportes. Então, temos que fortalecer esse conhecimento sobre a preservação. Esse evento é uma oportunidade para mostrar nossa riqueza não só pro paraense, mas pro Brasil inteiro”, completa.

Conexão com a natureza
O Estado do Pará abriga, atualmente, uma das maiores áreas de Unidades de Conservação do mundo, com 67 unidades que somam quase 41,7 milhões de hectares ou cerca de um terço do seu território. Desse total, mais da metade (21,4 milhões de hectares ou 27 Unidades de Conservação) são de gestão do Governo do Estado e uma parte delas está contemplada na mostra. De acordo com a curadora da exposição, Desiree Giusti, a ideia principal é mostrar a integração homem e natureza. “Quis frisar como há essa co-dependência. No interior do estado, onde se localizam a maioria das Unidades de Conservação, é onde fica mais clara essa conexão. São muitas famílias que vivem nessas áreas e têm no extrativismo e no manejo de recursos florestais a sua renda, além de questões subjetivas como a relação íntima com os rios e as árvores, por exemplo”, diz.

A curadora cita a filosofia ancestral indígena Tekoporã ou o “bem viver”, sobre justamente essa relação de trocas saudáveis entre o povo e a natureza – que está no conceito da mostra, evidenciando essa troca através de imagens que proporcionam uma viagem pelas Unidades de Conservação do estado do Pará.

Concurso
O Concurso está sendo realizado pelo IMAZON e a exposição contará ainda com o concurso “Conecte-se com a natureza – Sua fotografia”, que selecionará fotos para uma galeria virtual com o objetivo de mostrar as belezas da natureza no Pará, por meio de fotos profissionais ou amadoras. Para participar basta postar fotos com a marcação dos perfis do Imazon e Ideflor-Bio no Instagram e também com a hashtag #MinhaConexãocomaNatureza. O concurso será realizado a partir de 19 de outubro e o resultado da seleção será divulgado no dia 03 de novembro. O edital completo está no site do Imazon.

Lives
Será divulgada a programação a partir de 19/10/2020 (segunda-feira), aqui no site e mídias sociais do IDEFLOR-Bio.

Programação nacional

No dia 18 de outubro, acontecerá o festival Um Dia No Parque 2020, que reunirá na programação mais de 10 projetos de conservação de todo o país, além de artistas e personalidades da música, cultura e arte em geral, com transmissão às 19h pelo Youtube.

O “Um Dia No Parque” teve início em 2018 e chega neste ano à sua terceira edição trazendo um legado de histórias, números e inspirações. A ação já reuniu mais de 80 mil pessoas entre os Parques do país, sendo reconhecida como a maior ação de mobilização e engajamento pelas Unidades de Conservação do Brasil. Em 2019, contou com a participação de 234 Unidades de Conservação e mais de 10 mil fotos postadas nas redes sociais.

SERVIÇO
Exposição “Conecte-se com a natureza – Áreas Protegidas do Pará”
Abertura: 18/10, às 10h
Local: Parque Estadual do Utinga “Camillo Vianna” ( Av. João Paulo II, S/N – Curió Utinga – Belém)
Visitação: de 19/10 a 15/11, de 6h às 17h (exceto às terças-feiras)
Entrada gratuita

Acompanhe – Um Dia no Parque 2020

Data: 18/10 (domingo)

Transmissão: Redes Sociais: @umdianoparqueoficial

Canal do Youtube: www.youtube.com/channel/UC2UPm9GfEuLkxI-hw3tiGNQ

Comentários estão desabilitados.