O Monumento Natural Atalaia (MONA Atalaia) é uma unidade de conservação que pertence à categoria de Proteção Integral, a qual não permite a habitação e o uso direto dos recursos naturais. Instituída a partir do Decreto Nº 2.077 de 23 de Maio de 2018, o MONA Atalaia apresenta uma área de 256,58 hectares, localizado no município de Salinópolis. O Monca compreende a Ilha do Atalaia, mais especificamente o lago conhecido popularmente por Lago da Coca-Cola e suas cercanias. Nessa área e em seu entorno foram registrados cinco tipos de ambientes: dunas, restingas, manguezais, lagos e praias, distantes 206 Km da capital do estado, Belém.

O Município de Salinópolis representa um dos mais importantes polos turísticos da região nordeste do estado do Pará, sobretudo por ter em seu território formado por praias constantemente visitadas por turistas e veranistas, principalmente no o período da alta temporada: os meses de julho e dezembro.

Um dos objetivos da criação da Unidade de Conservação é garantir a proteção das belezas cênicas, das dunas, das restingas, dos manguezais e dos lagos, assim como a preservação das espécies da flora e da fauna residente e migratórias, que utilizam a área para alimentação, refúgio e berçário natural durante a época de reprodução.

Além da presença de restingas na área da unidade de conservação no Município de Salinópolis, é possível encontrar, também, uma expressiva área de manguezal pertencente ao domínio morfológico das Planícies Costeiras. O local é de extrema importância para a reprodução de um grande número de espécies animais, principalmente peixes, moluscos e crustáceos.

O litoral paraense abriga uma parcela significativa dos manguezais brasileiros, que, associados aos do Amapá e do Maranhão, formam um dos maiores conjuntos de manguezais do planeta (PROST et al., 2001). Os manguezais são de grande importância ecológica, pois servem como berçários para as diversas espécies aquáticas, propiciando variados micro-habitats a esses organismos, além de atuar como uma fonte alimentar e sustento econômico para os moradores locais.

 

 Decreto n 2.077, de 23 de maio de 2018 – Criação o Monumento Natural do Atalaia