• Home
  • Área de Proteção Ambiental do Lago de Tucuruí

ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DO LAGO DE TUCURUÍ

Unidade de Uso Sustentável. APA – Área dotada de atributos naturais, estéticos e culturais importantes para a qualidade de vida e o bem-estar das populações humanas. Geralmente, é uma área extensa, com o objetivo de proteger a diversidade biológica, ordenar o processo de ocupação humana e assegurar a sustentabilidade do uso dos recursos naturais. É constituída por terras públicas e privadas.

A Área de Proteção Ambiental (APA) do Lago de Tucuruí criada pela Lei Nº 6.451, de 8 de abril de 2002, é uma Unidade de Conservação de Uso Sustentável e está localizada no sudeste paraense, apresentando extensão territorial de 503.490,00 ha (descontadas as áreas das RDSs Alcobaça e Pucuruí-Ararão, situadas dentro de seu território), compreendendo os municípios de Tucuruí, Breu Branco, Goianésia do Pará, Jacundá, Novo Repartimento, Nova Ipixuna e Itupiranga. É a 8ª maior Unidade de Conservação Estadual e, como toda APA, apresenta núcleos populacionais residentes e variadas dinâmicas econômicas, dentre as quais se destacam a pesca, a aquicultura e a pecuária.

Objetivos

I – a promoção da melhoria da qualidade de vida da população local, inclusive a tradicional;

II – a realização de estudos técnico-científicos para a conservação dos recursos naturais;

III- o desenvolvimento de projetos de uso sustentável dos recursos naturais;

IV – a proteção e restauração da diversidade biológica, inclusive quanto a sua valorização econômica e social, dos recursos genéticos e das espécies ameaçadas de extinção

V- a recuperação de áreas alteradas;

VI – o disciplinamento do processo de ocupação da área;

VII – a proteção das características relevantes de natureza geológica, geomorfológica, espeleológica, arqueológica, paleontológica e cultural;

VIII – o estabelecimento de condições necessárias à promoção da interpretação e da educação ambiental, da recreação e do ecoturismo;

IX – a proteção dos recursos naturais necessários à subsistência da população local, inclusive a tradicional, preservando o seu conhecimento e a sua cultura, visando o desenvolvimento social e econômico das mesmas.

Atividades Econômicas/Recreativa Existente

Econômica: É a 8ª maior Unidade de Conservação Estadual e, como toda APA, apresenta núcleos populacionais residentes e variadas dinâmicas econômicas, dentre as quais se destacam a pesca, a aquicultura e a pecuária.
Recreativa: Dadas as particularidades da UC, composta mais de 50% por água, as atividades recreativas estão voltadas ao turismo de pesca, organizados por atores locais que vem ganhando mais adeptos da pesca esportiva. Além de divulgar o turismo local, o evento contribui para desenvolver a consciência ecológica através de rigorosas normas que regem a pesca competitiva amadora, como a filosofia do pesque e solte e o uso de anzóis sem farpas.

A beleza cênica proporcionada pelo imenso reservatório da UHE Tucuruí associada aos fragmentos remanescentes de Floresta Ombrófila Densa proporciona uma paisagem notável e um grande potencial para o desenvolvimento da cadeia produtiva do turismo, seja ele: convencional, ecológico, esportivo ou mesmo de base comunitária.

Dentre os atrativos turísticos locais, destacam-se:bosque, caixa d’água, antiga estrada de ferro, pedral do Lourenço, acesso à UHE (eclusa), antiga Transamazônica.

Quando ir

A Área de Proteção Ambiental Lago de Tucuruí pode ser visitada durante o ano todo. Portanto para uma melhor aproveitamento em programação de atividades deve ser considerado o período menos chuvoso de maio a setembro.

Como chegar

A rota mais comum para acesso a APA Lago de Tucuruí, é saindo de Belém para o município de Tucuruí em  aproximadamente 450 quilômetros, considerando aproximadamente oito horas de viagem de ônibus intermunicipal, sendo feito por empresas como Boa Esperança.

O que fazer

No período menos chuvoso (maio a setembro) evidencia-se o aumento de banhistas no lago, passeios de lanchas e Jet ski. Também podem ser apreciados os campeonatos/torneios de pesca na região nos meses de junho e julho.

Atrativos turísticos

Caixa d’água da Velha Jacundá

caixa d’água permaneceu intacto, como testemunha ocular da potência dessa represa e marco da memória de toda a história da cidade submersa.

Pedral do Lourenço

localizado no próximo à localidade de Santa Terezinha do Tauiri no município de Itupiranga, é a região de maior acúmulo de rocha, considerando a extensão da APA.

Paliteiros

Os resquícios de vegetação Ombrila Densa, submersos no reservatório, são essenciais para a reprodução do pescado.

Estrada de Ferro Tocantins

Construída em 1944 para facilitar a navegação fluvial entre Tucuruí e Marabá, a ferrovia de 120 km operou por 29 anos, conectando Tucuruí à vila de Jatobal. Encerrada em 1973, foi submersa pela Hidrelétrica de Tucuruí.

Acesso à UHE (eclusa)

Visita a área interna da barragem, é acompanhada por funcionários/colaboradores da Eletronorte, com agendamento limitado para público externo às quartas-feiras.

Rua Groelândia, Casa 01 Bairro, Vila Marabá, CEP: 68.464-000.

Gerente da UC: Keylah Regina Borges.

E-mail: grapesamapa@gmail.com

Telefone: (94) 99151-2114

Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará

Avenida João Paulo II, S/N Belém – PA
Horário de Atendimento: das 08:00h às 17:00h de segunda a sexta-feira

Rolar para cima
Pular para o conteúdo