• Home
  • Estação Ecológica do Grão-Pará (ESEC)

ESTAÇÃO ECOLÓGICA DO GRÃO-PARÁ

A Estação Ecológica (ESEC) Grão-Pará é uma Unidade de Conservação de Proteção Integral, cujo objetivo básico é preservar a natureza, sendo admitido apenas o uso indireto dos seus recursos naturais. A Estação Ecológica tem como objetivo a preservação da natureza e a realização de pesquisas científicas (Lei Federal 9.985/2000). 

A ESEC Grão-Pará foi criada em 2006 (Decreto Estadual 2.609/2006) com os objetivos de preservar os ecossistemas naturais existentes e contribuir para a manutenção dos serviços ambientais e recargas de aqüíferos, possibilitando a realização de pesquisas científicas, o desenvolvimento de atividades de educação ambiental, bem como a preservação integral da biota e dos demais atributos naturais existentes em seus limites, e os processos ecológicos naturais, conforme dispuser o Plano de Manejo da unidade de conservação. É a maior Unidade de Conservação de Proteção Integral de florestas tropicais do planeta, situada na margem esquerda do Rio Amazonas (Calha Norte Paraense), abrangendo os municípios de Oriximiná, Óbidos, Alenquer e Monte Alegre, e incorpora porções das bacias hidrográficas dos rios Maicuru, Curuá, Cuminapanema, Erepecuru, Trombetas e Mapuera.

Possui uma área de 4.245.819,11 ha (42.458,19 km²), formando um polígono irregular, com perímetro de 1.945,15 km. A ESEC do Grão-Pará está inserida no bioma Amazônia e localiza-se no Centro de Endemismo Guiana, cuja área ocupa o território de cinco países: Brasil, Guiana, Guiana Francesa, Suriname e Venezuela. Esta UC pode ser considerada uma megarreserva por apresentar área acima de um milhão de hectares. As megarreservas objetivam proteger uma amostra completa de espécies, que terão nesse espaço as condições necessárias de se perpetuar ao longo das gerações.

A visitação pública, com a finalidade de lazer ou turismo é proibida, exceto quando com objetivo educacional. Assim, são permitidas atividades de educação ambiental e pesquisas científicas, desde que autorizadas pela gerência da Unidade, mediante apresentação de projetos e planos de trabalho por parte dos interessados, os quais serão submetidos à análise dos gestores. Qualquer incursão e/ou atividade na Unidade sem a prévia autorização do Ideflor-bio, infringe a Lei Federal 9.985/2000 e estará sujeita às penalidades previstas na Lei Estadual 5.887/1995, nos termos dos artigos 118 e 119.

O acesso à ESEC do Grão-Pará é difícil, podendo ser realizado, através de pequenos aviões e helicópteros, com pistas de pouso improvisadas do meio da mata ou, embora extremamente difícil, com o apoio de indígenas que transitam pela região do Rio Trombetas e Rio Erepecuru.

Localização do escritório

Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará

Avenida João Paulo II, S/N Belém – PA
Horário de Atendimento: das 08:00h às 17:00h de segunda a sexta-feira

Rolar para cima
Pular para o conteúdo